domingo, 1 de novembro de 2009

DEMITAM PROFESSORES RUINS

*Valdeci Ribeiro

Eu que sempre achei que todo problema da baixa qualidade da educação estava no aluno, sua falta de interesse, porque os conhecimentos não atingiam seu fim último, ou seja, “batiam fofo”, fui obrigado admitir que devia ser assim mesmo, que a frase: "Só ensina quem aprende” era uma frustrada expectativa.


Mas como pode um professor pensar assim? Por que ele propõe uma medida tão dura assim? Será que o fato de ver o quanto o professor é ruim põe fim nos problemas da educação?
Refletindo um pouco mais, pensei em alguns critérios, baseando-me na necessidade do dia a dia, tentando me avaliar se sou um desses ruins. Câncer da educação!!


Alguns professores não tem um curso de licenciatura na área em que estão atuando e não a dominam? São quebra galhos!!! Outros de áreas afins: informática, administradores, etc.
Vivem separado da leitura, apenas leêm o livro adotado para dar uma aulinha, e ainda se acham sábios?
Buscam tirar proveito em tudo, e cada um cuide de si mesmo?
Enrolam suas aulas com frivolidade, fingindo ser amigo demais de alunos e falando da vida pessoal e segredos fúteis o tempo todo, provocando pena e garantindo elogios no conselho de classe...
Ensinando palavras cruzadas para os alunos, utilizando jornais, dando brecha para a escola os criticar de malandro...
O que ocupa seu cérebro, a boca fala: tolices, banalidades, imagens ilusórias da vida?


Quem sabe ensinar para vida?
Concluí que muitos se parecem... muito com muitos!


Não merecen o salário que ganham!!!O ideal seria que se aumente o salário só dos bons professores. Só sei que o compromisso profissional deve ser condizente com a realidade. Senão a educação pagará um excessivo preço para se livrar do maus professores.


Pelo que estão as autoridades esperando? E nós professores pelo que estamos esperando?


Demita-se!!!! Pare de reclamar que ganha mal!!!!!




*Leciona Sociologia na Escola João Bento da Costa

2 comentários:

  1. José do Nazareno Silva2 de novembro de 2009 05:56

    Em países onde a educação é levada a sério este processo já existe há muito tempo. Eu costumo dizer quanto ganha um bom professor no Brasil? Ora, a mesma coisa que um mau professor. Está errado. O sistema é capitalista é está certo afirmar que quem mais produz deveria ser melhor remunerado. Dar aulas não pode ser um mero bico enquanto não se passa num outro concurso para exercer outra profissão "mais rentável". Ao mesmo tempo em que admiro alguns colegas de profissão, sinto náuseas de outros que usam a sala de aula apenas para "detonar" a mais nobre das profissões. Parabéns, Valdecir pelo brilhante texto.

    ResponderExcluir
  2. Paula - aluna do JBC3 de novembro de 2009 21:49

    Concordo com prof Valdeci e com prof Nazareno e o nosso diretor deveria ficar mais atento pois aqui no JBC temos prof q entram na sala só para enrolar a nós e o inacreditável é perceber que os professores que realmente trabalham são os massacrados no conselho de classe muitas vzes insuflados a falar mal pelos proprios orientadores da escola.Isso é inadmissível pois se não tiramos notas com os propfessores bons é porque realmente estamos fracos,pois falta de explicação e conhecimento não é,nós é que não temos basedas séries anteriores devido a esses "maus" professores que adoram dar "notinhas" mesmo para quem não tem aprendizagem alguma.Hora de dar um basta em alunos que vem para o JBC apenas para brincar e em professores que não levam sua profissão a sério.

    ResponderExcluir